Pelo fim da espiadinha

stalkear-a-tu-pareja-es-mala-idea

Trilha:  Morrissey – The more you ignore me the closer I get

Não, este não é um post pedindo pelo fim do BBB. Vamos à cena: você está de bobeira na frente do computador e antes que se dê conta já está entrando no facebook, no twitter e até no instagram em busca das últimas atualizações do ex ou daquele gatinho em quem você está de olho. Não se iluda, o mesmo vale para os rapazes, porque sim, eles também são mestres na arte de stalkear. Sem que você se dê conta essa ação vai se tornando um hábito, um vício e, no fim das contas você passa mais tempo checando os perfis do outro do que o seu próprio.

Tudo vai muito bem, ou pelo menos é o que você acha, até que o ser em questão posta uma atualização se dizendo feliz ou com uma piada interna que, como o próprio nome diz, você não é capaz de entender ou “pior”, uma foto com outra. Pronto, seu mundo desabou e você se vê xingando a coitada que nem tem nada a ver com a sua obsessão. Em menos de meio segundo ela já virou piranha, vadia e outras coisas machistas do tipo. Agora me diz, pra que serviu tudo isso? Você está aí, se martirizando, quase arrancando os cabelos, os olhos já inchados de chorar, analisando cada milímetro da foto ou do comentário feliz do sujeito. E ele? Ele está lá fora fazendo o que você também deveria estar fazendo: vivendo!

Enquanto você passa o dia revivendo o passado, o presente está acontecendo bem diante dos seus olhos, implorando por um pouquinho dessa atenção que você teima em dispensar ao que já passou, ao que não volta mais ou ao que poderia ser se você partisse para a luta. Por isso, solta este cabelo, sobe no salto e, acima de tudo, mantenha os olhos bem abertos porque a vida está passando bem à sua frente.

Antes de fuçar uma vez mais nas redes sociais do moço pare e pense, ele vale realmente tudo isso? Ele vale que você deixe a sua vida passar para ficar acompanhando a dele? Enquanto assiste a vida do outro você não tem olhos para ver aquele carinha da faculdade que não tirou os olhos de você durante toda a apresentação do trabalho, ou aquele rapaz que tinha tudo para virar seu presente e seu futuro se você tivesse aberto seus olhos e seu coração apenas um pouquinho para o que está acontecendo ao seu redor.

Meninas e meninos, deixem o passado no lugar dele porque a gente só pode ser feliz aqui e agora e enquanto você revive o passado acompanhando o presente de outra pessoa, a sua chance de ser feliz passa e ninguém merece que você abra mão da sua felicidade. A vida foi feita para que a vivamos e, principalmente, para sermos felizes. Por isso, volte a viver. Volte a encher o mundo com as suas ideias, seus sorrisos, suas atitudes. Volte a viver a vida que realmente importa e não a dos outros.
Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Crônicas e Contos

3 Respostas para “Pelo fim da espiadinha

  1. Isabella

    Como sempre, amando mais uma crônica sua.
    Amor próprio, obsessão, stalker é tão “doença do seculo 21” que as pessoas não se tocam q a tal “válvula de escape” ou a grama do vizinho sempre é a + verde, Esse assunto é tão + tão importante q n só se resume a relacionamento finalizado ( claro q é mega importante, afinal renascer das cinzas é notar que o importante é sempre recomeçar ) e sim a todos os outros tópicos q passamos e temos em nossas vidas.

    • tatyperry

      Ei flor, obrigada pelo comentário. Como eu disse, enquanto as pessoas se preocupam em vigiar a vida do outro, não percebem que a sua própria está passando e talvez, quando pararem para pensar, para olhar para trás seja muito tarde. 😉

  2. Robert

    Também não vejo qual sentido há em stalkear a vida de ninguém, principalmente a de alguém que está bem resolvido e que parece desconhecer a sua existência. Tá que homens realmente stalkeaim, mas mulheres são mestras nisto… e em sofrerem com o que descobrem! O que já vi de mulher mandando indireta ou postando aquelas frases de “superação” que, claramente, são de recalque, visando atingir homens por quem elas são obcecadas ou mulheres que conquistaram o coração destes homens – ou os dois – não é brincadeira. Aí o recalque dá a a luz à inveja e a inveja dá a luz à toda sorte de coisa ruim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s