O beijo inesperado

asd

O teste não deveria mais me deixar nervosa. Depois de dois anos  como atriz eu já deveria tirar aquilo de letra, mas aquele seria meu primeiro teste envolvendo beijo e o bater frenético do pé no piso do ônibus indicava bem o quanto eu estava nervosa. E não era pouco.

A beleza do ator que me foi apresentado como meu co-star assim que cheguei à locação também não ajudou em nada. Não aquela beleza óbvia que faria todas as garotas suspirarem por ele, mas a do tipo que faria minha mãe rolar os olhos e dizer: “você e seu gosto estranho.” Não que estranho seja ruim.

Entre uma gravação e outra ele me contou que se chamava Breno, estudava cinema e tinha Tarantino como inspiração. Cinco beijos depois o comercial chegava ao fim. Nossa história, ao contrário, apenas começava.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Crônicas e Contos

Uma resposta para “O beijo inesperado

  1. Isabella

    A beleza está nos olhos de quem ver!

    Afagos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s