Carta pra você que virou meu mundo de ponta cabeça

um-beijo-roubado

Parece que foi ontem que você me roubou aquele beijo pouco antes de eu entrar no ônibus e me fez passar a viagem inteira com cara de boba, olhando pela janela e enxergando nada além do seu sorriso torto enquanto o ônibus avançava, deixando você fisicamente mais e mais para trás, mas mais e mais marcado em minha mente. Quase perdi o ponto de descida, a cabeça a mil por hora, tentando entender o que teria significado aquele beijo e o que iria acontecer a partir daquele momento. Você pensa demais, guria. Ainda não era, mas com certeza esta passou a ser uma das frases que eu mais ouvi sair da sua boca, desde então.

Um ano se passou desde aquela noite e você não precisa mais roubar beijos no ponto de ônibus, embora continue fazendo. Apenas porque não tem nada melhor que beijo roubado quando se tem vontade. É o que você sempre diz e isso é uma das coisas que eu mais amo em você, a forma como faz o que tem vontade sem se preocupar com o que os outros vão pensar. Você quer e pronto. Tá, até tem um pouco a ver com esse seu lado mimado, de menino criado por vó, mas tem muito também dessa vontade de viver a vida ao extremo, aproveitando ao máximo cada momento, cada oportunidade. Dessa certeza de que já temos muita coisa com o que nos preocuparmos para ainda perdermos tempo nos preocupando com a opinião alheia.

418392_339597872792019_431934637_n

E foi assim, querendo, que você me conquistou e mesmo repetindo quase como um mantra que eu não iria me apaixonar, de repente me vi completamente caída por você. Fazendo planos, conjecturas, jogando búzios e tarôs. Libra com libra, alguma chance disso dar certo? É muita autossabotagem em um relacionamento só, muito indecisão em apenas duas pessoas. E ainda assim pra cada e se que eu lançava você rebatia com alguma daquelas suas frases filosóficas, meio marqueteiras e que sempre acabavam me convencendo de que talvez você tivesse razão. E você nem precisa falar, cada vez que me abraça ou me abre esse sorriso torto eu tenho a certeza de que fiz a escolha certa.

Distância, crises, minhas neuroses, seu jeito despreocupado de levar a vida… Mas cada vez que seus lábios tocam os meus, ainda revivo aquela mesma sensação daquela primeira sexta-feira, quando um garoto roubou um beijo de uma garota pouco antes dela entrar no ônibus e virou o mundo dela de ponta cabeça.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cartas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s