Heróis não deveriam morrer nunca

FORTE NEBLINA COBRE A CIDADE DO RIO DE JANEIRO E NITERÓI

O céu estava cinza, houve turbulência durante todo o voo e nenhum sorriso, brincadeiras ou provocações quando saímos da sala de desembarque do aeroporto que sempre tantas expectativas me proporcionava. A paisagem não parecia tão bela e o silêncio dentro do carro devia pesar tanto quanto a estrutura daquela ponte que atravessávamos. Pela primeira vez não sorri ao ver o pão de açúcar; meu herói havia morrido e o dia 1º de outubro se tornaria, para sempre, o dia mais triste do mundo, para mim.

Não haveria mais jogos de dominó, não haveria mais olhares cúmplices, não haveria mais abraços. As férias nunca mais seriam as mesmas, a casa nunca mais seria a mesma. Estava vivendo minha primeira perda e meu mundo nunca mais ficaria inteiro novamente.

Heróis deveriam ser proibidos de morrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Pensamentos sem nexo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s