Eu não vou pedir desculpas por te amar

amor-nao-correspondido1

Eu não vou pedir desculpas por te amar e nem vou fingir que o sentimento não existe, apenas para que você se sinta melhor. Não há erro nenhum em amar. E só Deus sabe o quanto eu amei, não, o quanto eu amo você. Devo desculpas é para mim mesma pelas vezes em que menti para mim afirmando que você estava mudando por mim, que aquele carinho despretensioso que você me fez um dia no alto da roda gigante significava algo a mais. Que o aperto que você deu na minha mão durante a cena mais assustadora do filme de terror era um sinal. Não houve sinal, nunca houve, a não ser o que todos viam, menos eu: eu não passava de uma amiga. Uma amiga querida, que você até gostava de ter por perto, mas nada mais do que uma amiga.

Me devo desculpas pelas lágrimas derramadas, pelas noites sem dormir velando alguém que nunca foi meu, por ter abandonado qualquer outro sonho ou plano que não envolvesse você. Por ter passado anos da minha vida vivendo a vida de outra pessoa e negligenciando a minha própria. Por ter me prestado a ouvir seus desabafos sobre as outras e por ter morrido um pouquinho por dentro a cada um deles. Por ter tido medo de me afastar, quando qualquer outra pessoa teria saído correndo, ido respirar novos ares, conhecer novas pessoas.

Eu não me arrependo de te amar, me arrependo do que permiti que esse amor fizesse com a minha vida e por isso, só por isso, peço desculpas.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e Contos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s