Carta para te pedir socorro

Namoro-a-Distancia

Ei, você já teve a sensação de estar vendo a sua vida como se fosse uma terceira pessoa e então se perguntar, de repente, quem diabos é essa pessoa? De ver a sua vida passando em um universo paralelo e ter a impressão de que tem alguma coisa errada nas cenas que passam diante dos seus olhos? Eu estava pegando o celular para te ligar quando tive exatamente essa sensação. Não me entenda mal, baby, não estou em crise sobre o meu amor por você, mas sobre o que estamos fazendo com a gente. Eu não ia te ligar por ter alguma coisa para te contar ou por querer dormir ouvindo a sua voz, como costumava ser, mas porque meio que já firmamos um acordo, daqueles sem perceber, que eu te ligo de noite e você me liga de manhã. Você vai me dizer que me liga todos os dias de manhã por que realmente sente vontade? Não têm dias que você preferiria dormir mais 10 minutos e falar comigo outra hora, quando tivesse algo realmente para dizer? Quando foi que perdemos a espontaneidade de sermos nós mesmos e não duas pessoas robotizadas em um relacionamento cheio de rotina?

Eu sei que o fato de estarmos há 500 km de distância e de termos trabalhos que exigem que trabalhemos finais de semana e que não nos dão muita margem para fazer planos atrapalha, mas será que não estamos nos escondendo atrás dessa desculpa? Não estamos deixando que a vida nos leve, em banho-maria? O problema é que chega uma hora que a água começa a ferver, ferver, transbordar, até secar totalmente. E não sei você, mas eu tenho sentido algo começar a transbordar aqui dentro.

equilibriosopralafollia

Cadê você quando eu preciso de um abraço? Cadê eu quando você precisa de carinho? Cadê a gente, junto, construindo alguma coisa de verdade? Caminhando junto? Sinto que eu caminho daqui, você caminha daí… jura que os caminhos não são paralelos? Eles vão se cruzar em alguma parte da estrada? Porque a sensação é de que estou sempre caminhando e nem sinal desse cruzamento. E eu estou começando a perder o fôlego. E eu não quero me cansar, por isso estou aqui, na beira da estrada, com sinalizadores, cones, triângulos e tudo mais pedindo socorro, pedindo que você me ajude a encontrar uma solução pra gente.

Eu só quero saber em qual parte da estrada a minha vida vai realmente encostar na sua. Por que elas se encostam, não encostam?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cartas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s