O quanto eu gostei de você

dormindo-de-conchinha

Não me entenda mal, é que eu não funciono bem sob pressão e se a pressão for de manhã então, aí é que ferrou tudo. Não vou negar que senti um certo medo quando você bateu à minha porta tarde da noite pedindo abrigo. Mas acabei me surpreendendo com a facilidade com que consegui adormecer abraçada a você, mesmo com seu ronco em meu ouvido.

Tinha planejado te acordar com um belo boquete como café da manhã, mas o relógio indicando meu atraso e o meu lado metódico não deixaram.

morotista

Senti um certo alívio quando você não quis comer nada e eu quase te disse que tinha adorado a trilha sonora da noite e do banho, enquanto esperávamos seu táxi chegar. Mas o momento acabou passando.

Enquanto eu acompanhava de longe o seu táxi pelo retrovisor, antes dele se perder no trânsito caótico da cidade, me lembrei que esqueci de te dizer o quanto eu gostei de você.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e Contos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s