Carta para te dizer que me encontrei em você

WBUaMopzgtsehH3dUhnh68rUgSN-kriwmlzo56yh4Ki

Sabe moço, quando eu menos esperava você veio e tornou meu 2015 cinzento em um dia de sol em Copacabana. É que eu já estava na contagem regressiva por 2016, naquela falsa esperança de que quando o último segundo de 2015 se transformasse no primeiro de 2016 tudo se tornaria diferente. Quem poderia imaginar que um esbarrão bem ali, na saída do metrô em plena correria da Avenida Paulista pudesse se transformar em algo mais?

Mas você sorriu, menino, e eu me vi perdida nas covinhas que se formaram no seu rosto. Nem reparei nos dentes alinhados, tão perfeitos. Você me convidou para um café em uma padaria ali perto e eu me perdi na conversa que fluía como se fôssemos amigos de infância. Sem máscaras, sem jogos, sem falsos pudores. Estávamos tão confortáveis na presença um do outro que nem percebemos quando foi que o café virou almoço, lanche da tarde e jantar. Te contei coisas que as “regras” do primeiro encontro nunca permitiram contar e ouvi outras tantas que me fizeram ver o menino por trás das covinhas.

5-assuntos-para-conversar-com-uma-mulher-desconhecida

Não houve indecisão, temores, apenas a vontade e eu me perdi em seus beijos, suas carícias, seu corpo que parecia um encaixe perfeito do meu. E ali, amor, em seus braços, encontrei o que estivera faltando e, de quebra, me encontrei.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cartas, Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s