Não sinto mais medo de amar você

Desejo-e-medo-de-amar

Não vou negar, lutei com todas as minhas forças contra cada partícula do que eu sentia por você. Lutei, quase desisti, desisti, lutei de novo. Lembro da sua vó me dizendo que se fosse por medo, pra eu não abrir mão do que a gente tinha; que muitas pessoas passavam a vida toda em busca exatamente daquele sentimento. E eu ali, fugindo, tentando não olhar para trás.

Fui, caminhei por aí, voei como tantas vezes você me disse para fazer. Conheci lugares, pessoas, me apaixonei por cidades de nomes impronunciáveis, ri até a barriga doer, fiz mais do que imaginava, vi mais do que meus olhos esperavam ver, bebi mais do que o recomendável, e ainda assim, descobri que nada estava completo sem poder dividir com você.

mar1

Cansei de lutar, cansei de fugir e agora, cansada de fingir não sentir, volto para você. Sem medo de errar, sem medo de ser sua, sem medo de amar você. Descobri, talvez um pouco tarde, que sua vó tinha razão e que eu sempre busquei aquilo que somos juntos. Eu e você, simples assim.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e Contos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s