Arquivo da tag: amor de mãe

Um dia você vai entender

sofrimento-de-uma-mae

Um dia você vai entender que não é porque eu te amo que vou concordar com tudo o que você faz, com tudo o que você diz. Se você soubesse como suas palavras me doem mais do que qualquer bala perdida disparada por policial ou bandido. Se soubesse como cada som saído de sua boca ecoa em minha mente por dias, como palavras ditas em um cômodo vazio. Gostaria de pensar que se soubesse disso você agiria de outra forma, pensaria duas vezes antes de me agredir, antes de voltar para casa parecendo tanto com o homem que ele era e de quem você jurou me proteger para sempre. Gostaria de acreditar que você tentaria ser mais como o filho que eu pus no mundo e que criei com tanto carinho.

Às vezes, entre as lágrimas que parecem nunca me largar, parece que eu te vejo pequeno, entrando correndo pela porta, gritando: mamãe, mamãe. Olha pra mim, mamãe. E quando eu finalmente olhava, você dizia, com aquele ar tão inocente e feliz típico da infância, eu te amo, mamãe. Me pergunto onde está aquela inocência, aquela felicidade, aquele amor. Você prefere que eu não te olhe e eu prefiro mesmo não olhar que é pra não ver o meu fracasso, porque é isso que você é, meu fracasso como mãe. Mas ainda assim meu projeto mais amado e por isso dói tanto.

Um dia você vai entender que nada dói mais do que fracassar no seu projeto mais especial.

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e Contos

Eu já tinha me acostumado com você

adolescentes-revoltados-e-musicos-folgados-1

Depois do susto inicial, eu já me acostumei com a ideia de ter você em minha vida. Não vai ser fácil, mas nem sempre ser difícil significa algo ruim, não é mesmo? Bem, você ainda não tem como saber disso, mas esse é o primeiro conselho de vida que te dou.

Nessa última semana, enquanto criava coragem para entrar em uma farmácia qualquer e comprar o teste que mais parecia um bicho de sete cabeças, passei mais tempo pensando em como você seria do que gostaria de dizer. A todo momento me via imaginando se seus olhos vão ser amendoados como os meus ou arredondados como os de seu pai, torcendo para que seu sorriso seja perfeito como o dele. Um dia eu vou te contar como esse sorriso foi o que me fez cair de amores, instantaneamente, por ele. Você vai ter covinhas como eu? Dois pés esquerdos como ele?

tumblr_ml0ja4baYj1qk79voo1_500

Não importa. Nada disso vai importar, nem mesmo o fato de você não ter sido planejado. De qualquer forma você vai ser o bebê mais amado da face da terra. Comprei uma roupinha do botafogo apenas para dar a notícia para o seu pai e já posso imaginar o sorriso no rosto dele, afinal ele sempre quis ter um time de futebol, uma hora teríamos que começar, certo?

E esses cinco minutos que não passam?

Negativo… Negativo?

Como faz pra desacostumar agora que eu já tinha me acostumado com você?

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e Contos