Arquivo da tag: conselhos

5 conselhos para os meus sobrinhos

criancas-felizes-wallpaper

Eu sei que se conselho fosse bom a gente vendia, não dava, mas nesse dia das crianças, foi impossível não pensar nos meus sobrinhos e nessa geração que está crescendo tão rápido. Por isso aí vão alguns conselhos meus para eles.

1) Não tenham pressa de crescer

Eu sei que às vezes parece que os adultos podem fazer um monte de coisas que vocês não podem, mas acreditem, vocês podem fazer muitas coisas das quais os adultos morrem de saudades. Cada época é especial por um motivo e deixa saudades, então não tentem acelerar o tempo. Hoje pode parecer que não, mas vai chegar o dia em que vocês vão olhar para trás e vão sentir saudades dessa fase da vida de vocês.

2) Durmam o máximo que puderem

Durmam, durmam o máximo que puderem. Vocês nunca mais vão ser capazes de dormir como na infância. Por mais que queiram.

3) Conservem com carinho as amizades de vocês, mas não sofram demais pelos que ficarem pelo caminho. 

A vida é sábia e alguns precisam se perder pelo caminho para que outros cheguem. Alguns se perdem, mas as boas lembranças ficarão sempre na  memória. Outros, com o tempo vocês vão perceber que não eram tão amigos assim. Desapegar é preciso em todas as áreas da vida.

irmaos

4) Conservem a amizade entre vocês dois

Aconteça o que acontecer vocês terão sempre um ao outro. Nunca se esqueçam disso!

5) Nunca percam essa curiosidade e esse brilho no olhar próprios da infância

Continuem cultivando essa curiosidade que move vocês hoje. Não percam isso, nem esse brilho no olhar que mostra que vocês realmente se interessam pelas coisas, pelas pessoas, pela vida de uma maneira geral. Continuem querendo saber os porquês, os comos, continuem indagando. Não se acomodem. Não sigam o fluxo por seguir. Crescer é inevitável e não é algo ruim, mas vai ser muito melhor se vocês souberem manter com vocês o melhor de cada fase passada. E os pés no chão, sempre!

Deixe um comentário

Arquivado em Listas

Carta para a atual do meu ex

coração-ferido

Não sei bem como começar esta carta. Talvez eu devesse começar te desejando… boa sorte? Porque disso, menina, você vai precisar. Uma boa dose de boa sorte e outra tão grande quanto de paciência. Não me entenda mal, ele não é um chato de galochas, nem alguém assustador, de quem você deva ter medo. Ele apenas tem seus momentos. Mas verdade seja dita, quem não tem? Ele só precisa de alguém que caminhe junto, que passe confiança e que mostre para ele que vai estar sempre lá, por ele.

É que ele já passou por muita coisa nessa vida, menina. E em alguns momentos, os fantasmas voltam para atormentá-lo. Nessas horas, deixe que ele se afaste um pouco, mas mostre que você continua ali, a um abraço de distância, quando ele quiser voltar. Ele vai tentar te afastar, menina. Vai dizer que não vale a pena, que você pode encontrar alguém melhor… Se você o ama, de verdade, não se deixe cair nessa conversa mole dele. Olhe bem naqueles olhos verdes e garanta a ele que não há ninguém melhor. Um dia ele vai se convencer ou apenas vai ser vencido pelo cansaço.

tumblr_lmqyu6efwP1qh9ypyo1_400

Se ele tiver pesadelos no meio da noite, menina, o abrace bem apertado. Ele precisa de abraços quentinhos em momentos como esses. E acima de tudo, não pergunte se ele quer falar sobre o assunto. Ele vai falar quando se sentir pronto. O seu silêncio e a quentura da sua pele junto a dele é tudo o que ele necessita para se acalmar e voltar a adormecer.

Ele vai te mimar menina. Deixe que ele o faça. É a forma que ele encontra de te agradecer por tudo o que você passa ao lado dele e por tudo o que você faz por ele. Não tire isso dele. Ele vai se assustar quando você disser que o ama pela primeira vez. Vai tentar dizer que você não devia, mas um dia, quando você menos esperar, ele vai te dizer que te ama também. Ele pode não ser muito convencional, menina, mas se você for dando os primeiros passos, ele vai te seguindo, aos poucos, depois que ele convencer a si mesmo que não tem porque ter medo.

tumblr_lc9dukWeF61qd0m5eo1_500

Ele é como uma criança aprendendo tudo pela primeira vez. Uma criança que já caiu, já se machucou feio e tem medo de se machucar de novo. Por isso, dê a mão para ele, mostre que você está junto e que nem todo tombo machuca. Um dia ele aprende que amar é como andar, cair, levantar e tentar de novo. Às vezes machuca, mas a ferida cicatriza e outras vezes basta levantar e sacudir a poeira.

Não vou dizer que gosto ou que simpatizo com você. Mas quem tem que gostar e simpatizar é ele e não eu. E se ele escolheu você, eu só posso desejar boa sorte e torcer para que você cuide dele como eu não cuidei.

2 Comentários

Arquivado em Cartas